Passeando pela História de Santo Varão XVII

A capela de N.S. da Tocha

Capela particular do séc.XVII

Capela particular do séc.XVII

Já no meio da povoação vamos encontrar outra capela cuja data da fundação podemos localizar com toda a certeza. Trata-se da capela de Nossa Senhora da Tocha, mandada erigir no ano de 1661 por um particular, junto ao seu solar. Deste acontecimento nos dá conta uma inscrição gravada entre as volutas adossadas no frontão da porta principal, assim como uma inscrição no seu interior.
Nela se pode ler: «Esta Santa Capela de N. S. da Tocha mandou fazer Fº Jorge Floreado e sua mulher Brites Aires toda à sua custa…»
De pequenas dimensões, nela se encontra um altar com uma mesa em madeira e um retábulo construído em pedra de Ançã da Renascença tardia, provavelmente da escola de João de Ruão.
O nicho principal, que alberga a imagem da Senhora da Tocha, de dimensões apreciáveis e ao estilo maneirista, é ladeado por duas colunas caneladas com capitéis coríntios. A ornamentação deste retábulo é composta por frontões triangulares e baixos- relevos com motivos geométricos vegetalistas e figurativos.

Imagem de N.S.Tocha, do séc. XVII

Imagem de N.S.Tocha, do séc. XVII

Por sua vez os nichos laterais, de dimensões mais reduzidas, albergavam pequenas imagens de pedra, de S. Francisco e S. Lourenço.

Do lado esquerdo do altar-mor uma porta dá acesso ao antigo solar, já inexistente.
Esta família dos Floreados aparece ligada por laços de casamento e possivelmente familiares à dos já citados Saros.

Vestígios do antigo solar dos Floreados

Vestígios do antigo solar dos Floreados

A Assembleia da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, em reunião efetuada a 27 de Abril de 1990, aprovou por unanimidade a sua classificação como imóvel de interesse concelhio. Atualmente foi adquirida, conjuntamente com o solar dos meados do século XVIII, por particulares que procederam a obras de restauro. (Fátima Tarrafa, 2014)

Deixe uma resposta