Clean UP Portugal – Mãos à Obra!

O Mãos à Obra é um projecto que pretende fazer uma limpeza de Portugal de norte a sul do país e que tem como principal objectivo sensibilizar a população para o problema da poluição. Os organizadores querem fazer “o maior clean up que Portugal já teve. Vamos dar o nosso melhor para deixar o nosso mundo um bocadinho mais limpo.”

A primeira limpeza esté marcada para o dia 22 de Setembro, domingo, com início as 10 horas da manhã. Existirá um roteiro a seguir criado pelo representante da zona e o almoço ficará por conta de cada participante. A separação de lixo será no final da manhã e no final da tarde.

A representante em Santo Varão é Ana Queijo, que tem disponível um grupo no Whatsapp com toda a informação para quem se quiser inscrever e ajudar na limpeza de Santo Varão.
O link é: https://chat.whatsapp.com/DEsP76pkutM9ic6hDE44e2

De acordo com Ana Queijo, “fiquem atentos à página do Instagram (@_maosaobra_) e partilhem o máximo que conseguirem. Tenham sempre em mente que isto não é por nós, nem apenas por Portugal, estamos a fazer isto pelo Planeta Terra e achamos que não podia haver motivo melhor.”

Laurentino Oliveira – medalha de mérito

A 8 de Setembro de 2019, dia do concelho de Montemor-o-Velho, em sessão solene que se realizou nos Paços do Concelho, o nosso concidadão Laurentino Nunes Oliveira, foi agraciado com a Medalha de Mérito Municipal Cultural da Freguesia de Santo Varão.

O Portal de Santo Varão felicita o homenageado e orgulha-se desta distinção de mérito atribuída a uma individualidade da cultura de Santo Varão.

Formação CAPACITAÇÃO para a Inclusão

Este percurso formativo, que terá início no próximo dia 17 de Abril nas instalações da da Santa Casa da Misericórdia de Tentúgal, é destinado a toda a população que esteja desempregada, detentores de RSI, baixa escolaridade e toda a população vulnerável.

As condições elegíveis são:
Bolsa para os formandos:1,13€ hora (até um máximo de 147,46€ mês)
Alimentação: 4,52€ dia
Transporte: (Ver caso a caso)
Horário da formação: às Terças e Quintas – das 09h30 às 12h30 e das 14h às 17h

Para mais informação contactar a empresa Turisforma – Formação Consultadoria, Lda. (https://turisforma.pt/capacitacao-para-a-inclusao/).

Nossa Senhora do Amparo 2019

Mais um ano, mais uma Páscoa e, como dita a tradição, mais uma festa em honra de Nossa Senhora do Amparo.
No domingo, 21 de Abril, dia de início dos festejos, destacamos a procissão das velas e o Concerto de Páscoa na Igreja Matriz. No dia 22, a Missa solene seguida de procissão e o concerto no Centro Beira Mondego. No dia 23, a Missa campal, as merendas no pinhal e a atuação de um grupo de concertinas. No dia 24, um grandioso baile e, para terminar os festejos, no dia 25 de abril, um sempre animado jogo de futebol “Solteiros contra Casados”.

Cartaz para imprimir.

Peça de teatro musical “A Menina Do Mar”

A Companhia profissional de teatro “ADN De Palco”, com sede em Santo Varão, leva à cena no palco do Centro Beira Mondego a peça teatral para crianças “A Menina Do Mar” de Sophia de Mello Breyner Andresen. A estreia está prevista para hoje, sábado, às 21:30 horas.

Estes espetáculos visam comemorar o centenário da escritora Sophia de Mello Breyner Andresen. De acordo com informação prestada à Revista Online de Cultura, Lazer e Viagens, trata-se de um “(..) espetáculo que faz reflexões sobre temas importantes: a saudade, a amizade, o sonho, o medo, a alegria, o imaginário, a Terra, o Mar, as estações do ano, a poluição, a reciclagem, entre outros. Uma história para crianças mas com uma mensagem para as pessoas mais crescidas capazes de entender que não devemos desistir dos nossos sonhos à primeira dificuldade. É um espetáculo divertido, sensível, repleto de aventuras, divertidas personagens com figurinos coloridos e um duplo cenário mágico. Tudo isto converte o palco num mundo de fantasia, música, luz, cor, fumo e até bolhas de sabão!”.

Tasquinha do CBM

Reportagem sobre a Tasquinha do Centro Beira Mondego de Santo Varão realizada pelo programa “Aqui Portugal” no âmbito do Festival do Arroz e da Lampreia de Montemor-o-Vellho (16 de Março de 2019).

Clique no seguinte link, seleccione o minuto 07:35 e veja a reportagem:
https://www.rtp.pt/play/p5288/e395509/aqui-portugal/730193

A Sagrada Família

Em tempo do Advento, que se inicia quatro domingos antes do Natal e que se prolonga até dia 24 de Dezembro com a comemoração do nascimento de Jesus Cristo, é oportuno reviver a família e, em particular, a Sagrada Família.
Em Santo Varão, o Advento é particularmente relembrado ao longo de todo o ano com a passagem da imagem da Sagrada Família pela casa de algumas das famílias da aldeia.
A Sagrada Família a que nos referimos é um pequeno oratório portátil (ver foto), pertencente à Igreja Matriz de Santo Varão, que integra as figuras de Jesus Cristo, Maria e José.
Desde que esta prática foi promovida pelo Padre João Gomes Pinto, este belíssimo oratório continua a circular pelos lares da aldeia. Para o receber, basta demonstrar esse desejo à “Fábrica da Igreja”. O tempo de permanência em cada família é de uma semana. É colocado no espaço nobre da casa e, depois de aberto, permanece habitualmente alumiado com uma vela e ornamentado com flores.
Amor incondicional, simplicidade, união, trabalho honesto e constância, são algumas das lições de vida a recordar e a aprender com a Sagrada Família de Nazaré, a referência de todas as famílias cristãs.

Reabertura do Bar do CBM

É já no dia 15 de Dezembro que o bar do Centro Beira Mondego vai abrir de novo as suas portas, depois de um período de interregno.
A nova gestão vai apostar, para além de um serviço de cafetaria e bebidas variadas, numa variedade de doçaria conventual.
O horário de funcionamento diário irá das 9h30m até às 22h.

Tempestade “Leslie” em Santo Varão

Abrimos uma galeria de fotografias no Portal para evidenciar a violência com que esta tempestade também se fez sentir em Santo Varão e aludir aos momentos de aflição que todos os habitantes vivenciaram na madrugada do dia 14 de outubro de 2018.

A passagem da tempestade Leslie pelo território português provocou 27 feridos ligeiros, 61 desalojados e quase 1900 ocorrências comunicadas à Protecção Civil. O distrito de Coimbra foi o mais afectado. A Figueira da Foz foi particularmente atingida, com avultados prejuízos materiais, nomeadamente em carros, habitações e estabelecimentos comerciais. O IPMA indicou que os cerca de 176 Km/h de uma rajada de vento na Figueira da Foz foi o valor até agora mais elevado registado em Portugal. (Fonte: Jornal Público).