Ano Europeu do Património Cultural

Terminaram ontem, no concelho de Montemor-o-Velho, as Jornadas culturais inseridas nas comemorações do Ano Europeu do Património Cultural. Como foi divulgado, a Liga de Amigos de Santo Varão participou neste evento com uma exposição sobre o património local, com a qual pretendeu sensibilizar a população para a importância e necessidade de preservação do mesmo. Este objetivo levou-nos a  recordar as tradicionais técnicas agrícolas, onde se destacaram a charrua e o semeador manuais. Revisitámos o velho rio Mondego, no qual o barco de transporte ou de pesca era o rei e onde as mulheres davam cor à sua roupa!l. Também invocámos as memórias ligadas a este espaço, onde funcionou durante bastantes décadas a  escola primária, frequentada por muitos dos habitantes de Santo Varão : a velha carteira, os manuais, as sacolas, a lousa, o ponteiro….Por último, a ocupação dos tempos livres, que levava muitas mulheres a apurar os seus dotes no tocante às rendas e bordados… Enfim, toda uma panóplia de objetos de valor incalculável e que determinam a nossa identidade.

A todos os que nos ajudaram a concretizar este projeto o nosso reconhecimento.

IV Mostra Etnográfica “Fátima Verão”

Inserida nas Jornadas Europeias do Património e da comemoração do Ano Europeu do Património Cultural 2018, o Rancho Folclórico do Centro Beira Mondego (RFCBM) vai promover a sua IV Mostra Etnográfica “Fátima Verão”, subordinada ao tema “O Povo que Vive no Rio… ou o Rio que Vive no Povo.”
Trata-se de uma actividade a realizar no dia 29 de Setembro às 16:00 horas, no leito do Rio Mondego junto à foz da vala (grande areal avistado da ponte sobre o rio em Formoselha), um local também ele património cultural e natural.
Será um espectáculo diferente do habitual, onde serão recriadas algumas cenas, hábitos e actividades do quotidiano das gentes da freguesia de Santo Varão. Será, acima de tudo, um momento de memórias, de relembrar tempos, de homenagear todos os que no rio viveram e compartilharam momentos.
Venham assistir e juntem-se ao RFCBM que também farão parte da festa! (Fonte: Facebook do Rancho Folclórico do CBM – Santo Varão)

Exposição ” Em defesa do património local”

Tal como já foi divulgado, no âmbito das Comemorações do Ano Europeu do Património Cultural 2018, às quais todas as freguesias do concelho de Montemor-o-Velho aderiram, a Liga de Amigos de Santo Varão vai realizar uma exposição que, não só evoca o património cultural local, como pretende sensibilizar toda a população para o interesse na salvaguarda do mesmo.

Esta exposição, constituída por peças consideradas patrimoniais/locais, vai estar patente ao público nos dias 29 e 30 de Setembro próximo no Centro Cultural de Santo Varão e conta com o apoio da Junta de Freguesia local.

Ano Europeu do Património Cultural

No âmbito das comemorações do Ano Europeu do Património Cultural 2018, ao qual a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho aderiu, através do associativismo concelhio, propõem-se, quer o Centro Beira Mondego ( via rancho folclórico) quer a Liga de Amigos de Santo Varão, realizar um conjunto de atividades locais, relacionadas com o seu património cultural, no dia 29 de setembro.

XX Festival de Folclore de Santo Varão 2018

folclore2018

Decorreu no 7 de Julho de 2018 o XX Festival de Folclore em Santo Varão. Congratulamo-nos com o êxito alcançado e felicitamos o Rancho Folclórico do CBM não só pela divulgação que tem feito das tradições e património imaterial da nossa terra, mas também pelo excelente trabalho de pesquisa, recolha e salvaguarda do mesmo.
Numa altura que se comemora o Ano Europeu do Património Cultural 2018, foi este evento uma forma muito enriquecedora e uma valiosa mais-valia para estas comemorações. Parabéns Rancho Folclórico na pessoa de todos os seus elementos.
(Fátima Tarrafa, 2018)

Concerto de Adriana Calcanhotto no CBM

adriana1

Aproveitando o seu regresso a Coimbra, no dia 1 de maio de 2018 o Centro Beira Mondego engalanou-se para receber a cantora e compositora brasileira Adriana Calcanhotto, considerada uma das mais importantes compositoras da música popular do Brasil contemporâneo pela variedade de estilos musicais que utiliza (samba, bossa nova, funk, rock, pop, baladas, etc.).

Adriana Calcanhotto está de novo na Universidade de Coimbra para dar concertos, para ensinar e para aprender. Leccionou o curso “Como escrever canções”, no qual foram abordadas temáticas como a especificidade da “escrita de canções” como uma atividade complexa, evolução do formato canção das origens ao tempo presente, estrutura e partes da canção e sentido e estrutura da canção.

adriana2

Um Olhar sobre a Faiança Ratinho

Ratinhos SV 2017-ver2Os “Ratinhos” é uma expressão que denomina os trabalhadores rurais da Beira que migravam sazonalmente para o Alentejo na época das ceifas.

A faiança Ratinho, produzida desde os finais do século XVIII, decorada com flores, penas e, mais tarde, com figuras típicas, é constituída por louça vidrada de produção popular das fábricas de faiança de Coimbra. Era um tipo de louça amplamente difundida e comercializada por ser extremamente barata, devido à fraca qualidade e ausência de valor artístico.

Como tal, sobretudo os pratos, eram então levados para o Alentejo por aqueles “Ratinhos” que pretendiam, durante o tempo de estadia nas ceifas, possuir um prato próprio, evitando partilhar o mesmo prato com várias pessoas na hora da refeição.

Esta louça denominava-se ainda por “Troca-Trapos”, pois era costume, no final da época da ceifa, serem trocadas por roupas, mantas ou tecidos da Fábrica de Lanifícios.

A investigação tenta encontrar possíveis influências da arte persa popular, sobrevivências da mais antiga cerâmica coimbrã designada Briosa ou afinidades espanholas, nomeadamente catalãs.

Atualmente, dado o desaparecimento do seu fabrico, constitui um incalculável valor artístico para os seus colecionadores.

É, pois, um espólio desta faiança que os visitantes poderão ver, se se deslocarem no próximo domingo, dia 9 de Abril, ao Centro Cultural de Santo Varão.

(Fátima Tarrafa, 2017)

11 de Dezembro: Visita ao presépio ao vivo de Penela

A visita ao presépio de Penela (http://www.penelapresepio.com/) será realizada no dia 11 de Dezembro (domingo), com partida de Santo Varão às 14:00 horas e regresso às 18:00 horas.

Crianças: grátis
Adultos: 6 euros (autocarro e entrada no recinto do presépio)

As crianças que frequentam a catequese em Santo Varão, assim como os seus pais, devem inscrever-se junto das respetivas catequistas. A visita é aberta à restante população, mas está dependente dos lugares vagos no autocarro.

penela

Visita ao presépio ao vivo de Penela

penela-vilaA Liga de Amigos de Santo Varão está a promover uma visita ao presépio ao vivo de Penela (http://www.penelapresepio.com/).
Inserida no plano de atividades da Liga de Amigos, vai ter lugar uma visita ao presépio ao vivo de Penela, durante o mês de Dezembro, oferecida a todas as crianças que frequentam a catequese em Santo Varão.
Como tal, apela-se aos pais que inscrevam os seus filhos junto das respetivas catequistas, podendo aqueles também fazerem a sua inscrição.
A visita será aberta à restante população desde que haja lugares vagos no autocarro.
Brevemente, será prestada mais informação sobre o programa da visita, nomeadamente sobre o dia, horas de saída e chegada, atividades, etc.

Terminou a Feira de S. Martinho

anigif-feiraDecorreu da melhor forma possível mais um feira de S.Martinho, apesar da chuva que se fez sentir na tarde de sábado. Foram várias as tendinhas que expuseram alguns trabalhos e produtos bastante agradáveis à vista e que emprestaram um colorido interessante ao local.
Já no domingo, com um sol e temperatura excelentes, teve lugar o almoço/convívio, animado pelo grupo da catequese local, com a participação de cerca de centena e meia de pessoas, entre as quais se contavam alguns santovaronenses ausentes da terra, mas que nos quiseram presentear com a sua presença, o que muito nos sensibilizou. A comprová-lo está este comovente poema deixado por um deles e que publicamos com muito prazer.
A todos os visitantes, colaboradores e amigos, o nosso muito obrigado.
A Liga de Amigos de Santo Varão

A Feira de S.Martinho

Na feira de S. Martinho,
Meus amigos vou encontrar,
Juventude é p,ra recordar
Do loge se faz pertinho
Aqui se está a saudar
A esperança de se viver
E que braços vou ter,
Saudades se vão lembrar,
Meus olhos vão chorar,
Lágrimas de alegria,
São coisas que já não via!…
Tanto Amor p,ra se dar,
Naqueles que vou abraçar,
O tempo se vai lembrar,
Desta terra de Santo Varão,
Sempre ficará no coração,
De quem nela nasceu,
Cresceu e por cá viveu!…

Carlos Varela, Novembro de 2016