“Pluft, o Fantasminha”, no Centro Beira Mondego

No dia 23 de Setembro, o Centro Beira Mondego foi o palco da estreia da peça de teatro “Pluft, o Fantasminha“, uma grande produção infanto-juvenil que pode ser assistida por todos os públicos.
Esta peça foi produzida a partir da obra de Maria Clara Machado. Teve adaptação de Ana Camacho e foi encenada por Diogo Carvalho. O elenco esteve composto pelos atores Filipa Lima, Teresa Roxo, Alice Santos, Joana Biscaia e Dinis Ludgero.

“Pluft, o Fantasminha, é a história de um menino fantasma, que tem medo de pessoas e tem um grande sonho… Ser Ator! Através de música e animação, com personagens únicas e divertidas, a história centra-se na procura do tesouro do avô da menina Maribel, o Capitão Bonança, que morreu no mar e deixou nele a sua herança. Maribel é então raptada pelo malvado Pirata Perna de Pau que a esconde no sótão de uma casa abandonada onde vive uma família de fantasmas: a Mãe fantasma (que faz deliciosos pastéis de variadíssimos ventos e conversa horas ao telefone com a Prima Bolha); o fantasminha Pluft (que nunca viu pessoas) e o Tio Gerúndio (que passa o dia inteiro a dormir dentro de um baú). Julião e Sebastião, dois marinheiros muito divertidos, divertem o público com as suas tontices e aventuras na tentativa de salvar a menina. Esta é uma aventura repleta de diversão, emoção e suspense, no meio da qual, acabará por nascer uma forte amizade entre Maribel e Pluft.”
É um espetáculo musical repleto de momentos especiais que, de uma forma divertida, dinâmica, interativa e envolvente, encanta os mais pequenos e os maiores. Esta história expressa muitos dos medos infantis e propõe uma reflexão sobre o receio do desconhecido. É, por isso, um espetáculo que se faz acompanhar no seu decorrer de extraordinárias aventuras através de um mundo de fantasia e diversão, onde o palco se converte num mundo de música, luz, cor, fumo, magia e até bolhas de sabão! Em suma, é uma fantástica aventura de fantasmas e humanos onde se pode descobrir que o segredo para ultrapassarmos os nossos “fantasmas” e os nossos “medos” está na tranquilidade e na confiança que devemos ter em nós mesmos!”
(Fonte: Facebook do grupo Adn de Palco)

Deixe uma resposta